Um gatinho de 9 meses, de nome Barth, morreu após ser violentado sexualmente (zoofilia) no bairro Rio Morto, em Indaial, denunciou na quinta-feira (6) a dona do animal, uma estudante de Engenharia Civil. O gato sumiu pela manhã e como não costumava desaparecer foi logo procurado pela vizinhança, em seguida foi encontrado em lastimável estado. 

Os donos o levaram a um veterinário da cidade que confirmou a violação sexual. “Estava bem visível, desde o princípio tínhamos certeza de que foi isso que aconteceu. Ele nunca saía e demorava pra voltar, sempre voltava. E ontem (5), voltou naquele estado”, lamentou a dona de Barth. 

A jovem disse que as patas e as unhas do gato estavam todas quebradas e machucadas. Ela disse que não denunciou o caso à polícia pelo fato de não ter certeza de quem cometeu a barbárie com o felino. “Temos ainda dois cachorros e dois gatos e estamos com medo de algo acontecer com eles”, completou a proprietária. 

Vale lembrar que o ato de zoofilia ou bestialidade (prática de atos libidinosos contra animais) é tipificado como crime previsto em Lei.