Florianópolis 

Moradores da capital catarinense vivem uma semana complicada na área da segurança pública ou da falta dela. No domingo, no Morro da Caixa, um triplo homicídio, na segunda, tiros disparados na principal rodovia estadual dentro da Ilha, a 401 (acesso Norte), e nesta terça-feira (20), a situação ficou bem tensa em plena região central de Floripa, um ônibus foi incendiado por bandidos, bem no dia que a cúpula de Segurança Pública do Estado assumiu os cargos.

Há relatos de bombeiros e policiais militares que os bandidos estão trafegando em entradas de comunidades e ateando gasolina e fogo em quaisquer tipos de veículos (de particular, coletivos, etc.). O dia tem sido bem movimentado pelas autoridades do município. A suspeita é que todos os ataques, ainda sem números oficiais de quantos, são ordenados por facções que atuam em presídios no Estado.  

Também foram registrados bloqueios de estradas, tiroteio no Monte Verde, troca de tiros na Rodovia Virgílio Várzea e outros atos criminosos.

Não houve feridos no incêndio do coletivo e ninguém foi preso. Ao longo da noite, outras informações sobre o setor…