Tubarão

Mais uma vez, os nômades instalados nos terrenos baldios nas proximidades da rodoviária de Tubarão deram dor de cabeça para comerciantes e moradores. Até ontem à tarde, haviam quatro barracas nos lotes não cercados na avenida Padre Geraldo Spettmann, no bairro Dehon.

Policiais militares também reclamam da ação dos nômades. “Todos os dias temos registros de reclamações e somos obrigados a vir aqui atender algum tipo de ocorrência. É preciso mais atenção dos proprietários destes terrenos. Se fossem cercados, estas famílias teriam mais dificuldade para invadi-los”, reclama um militar.

Ontem, um nômade colidiu seu Del Rey em um Polo, dirigido por uma jovem. Ela estava a caminho da Unisul, onde faria provas para um concurso público. O motorista do Del Rey estava visivelmente embriagado. Minutos antes, um homem foi agredido por outro nômade no pátio do posto Fera, no bairro Humaitá.

A PM também atendeu um chamado de furto em uma das lanchonetes da rodoviária. Mas a gota d’água foi uma briga generalizada em uma das ‘casas’. Dois homens, munidos com pedaços de madeira e facões, começaram a se agredir. A dupla teve ferimentos leves. O policiamento será intensificado na região.