Tubarão

Um casal unido pelo amor e pelo crack foi preso, ontem, pelos invistigadores da Central de Operações Policiais (COP), na Área Verde, bairro Passagem, em Tubarão. O que chamou a atenção dos agentes neste caso é que, na hora da prisão da mulher, chegou um homem dizendo ser o seu marido e assumiu a droga apreendida com ela.
Os policiais tinham informações de que várias mulheres vendem drogas na região e escondem em suas roupas íntimas para dificultar o trabalho da polícia.

Ao chegarem em um dos becos, foram abordadas três mulheres. Uma delas, de 21 anos, tentou fugir e foi perseguida. Em seu sutiã, uma policial encontrou 36 petecas de crack. Na mesma peça íntima, havia R$ 10,00 em cédulas pequenas e moedas.

Quando os agentes preparavam-se para deixar o local, a surpresa. Foram abordados por um homem de 23 anos dizendo ser companheiro da moça detida. Ele afirmou ser o ‘dono da droga’. A sua esposa pediu para ele sair e ir embora, mas, como ele insistiu, também foi preso e conduzido ao COP de Tubarão.

Os dois foram submetidos a revistas mais minuciosas e encontradas mais quatro petecas de crack (escondidas no bolso da jaqueta dela) e R$ 186,00 em dinheiro (com ele) em cédulas de vários valores, provavelmente provenientes do tráfico, já que ele não tem trabalho fixo.