O abuso  emocional  e também o físico, deixam uma cicatriz interna, frequentemente, severa. Sabe-se que cavalos são usados para ajudar pessoas com deficiências e doenças mentais, com a equoterapia, por exemplo. Mas você sabia que eles também trabalham com vítimas de abuso sexual?

O equino é visto como uma ferramenta essencial de recuperação para sobreviventes de traumas físicos ou mentais. A Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami) de Tubarão em parceria com a Dpcami de São José criaram recentemente o Projeto Liberdade, que busca ajudar na recuperação emocional de adolescentes vítimas de violência sexual.

Participam do projeto-piloto oito adolescentes, quatro de Tubarão e quatro de São José. As reuniões devem ocorrer no CTG do Tio Preto, em Pescaria Brava e em São José, intercalando os locais. As vítimas serão acompanhadas por psicólogos, terapeutas e equoterapeutas. Elas devem receber o apoio da Polícia Civil através da Dpcami. A ação deve durar entre dois e três meses.

De acordo com a  delegada da Dpcami de Tubarão, Jucines Ferreira,  os benefícios com a iniciativa são os mais variados. “Tem-se o objetivo de recuperarmos essas vítimas da melhor forma, de maneira séria, mas ainda assim terapêutica e lúdica, numa dinâmica de brincar e estar ali com os cavalos. Esses animais são próprios para esse tipo de tratamento e todos os profissionais envolvidos atuam de forma voluntária”, assegura.

Equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas de saúde, educação e equitação. O método busca o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência e/ou com necessidades especiais.

A Equoterapia emprega o cavalo como agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico. Esta atividade exige a participação do corpo inteiro, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul