Uma mulher pediu ajuda para a Central Regional de Emergências (CRE) na manhã desta quinta-feira (27), depois que seu marido havia fugido e corria pela beira-rio, no centro de Tubarão, após ter um surto psicótico.

Segundo ela, o homem de 40 anos faz uso de medicamentos controlados e, na noite quarta-feira, fez ingestão de bebidas alcoólicas. Pela manhã, ao acordar, ele teve uma crise. Ela tentou leva-lo para atendimento médico no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), mas ao perceber que seria levado para a instituição, o homem abriu a porta do carro e saiu correndo.

Uma viatura da Polícia Militar (PM) iniciou as buscas pelo homem doente e conseguiu encontra-lo. Ao perceber o carro, ele desceu a barranca do rio e se embrenhou no mato. Da calçada, os PMs o escutaram gritar para não se aproximarem.

Desorientado, o homem tentou continuar a fuga pelo rio. A intenção era chegar na outra margem, mas assim que não conseguiu mais caminhar ele submergiu, pois não sabia nadar. Ele começou a gritar por socorro. Os policiais rapidamente pegaram galhos e bambus e conseguiram puxa-lo para fora da água. Ele já estava há alguns metros da margem.

Com muita calma, os policiais o levaram para a calçada e conseguiram convence-lo a ir até o hospital receber atendimento médico. Com o apoio do Corpo de Bombeiros de Tubarão, ele foi encaminhado HNSC escoltado pela polícia. Ele foi medicado, ficou algumas horas em observação e depois liberado para ir para casa.

 

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul