Uma clínica clandestina de estética e beleza foi interditada nesta quinta-feira (28) pela Polícia Civil de Tubarão, por meio da Delegacia de Delitos de Trânsito, Crimes contra o Consumidor e Crimes Ambientais (DDTCA) da Cidade Azul, com o apoio de profissionais da Vigilância Sanitária de Tubarão. A operação policial ocorreu no início da tarde.

No local, os agentes encontraram duas máquinas para bronzeamento artificial. O uso dessas máquinas estão proibidos  há 12 anos, pela ANVISA, por meio da Resolução 56/2009. A conduta também é proibida e viola a Lei Municipal 5030/18 e o Decreto Federal nº 2181/97.

Em razão da utilização dessas máquinas para o bronzeamento, a conduta da proprietária da clínica clandestina está configurada ao crime previsto no Art. 7, IX da Lei 8.137/90 (crimes contra as Relações de Consumo) e o Art. 65 do Código de Defesa do Consumidor.
Os profissionais da Vigilância Sanitária municipal lacraram as máquinas e interditaram para não serem mais utilizadas.

Por causa disso, a proprietária e clientes foram conduzidas à delegacia para a lavratura dos procedimentos legais cabíveis. Colabore com a Polícia Civil de Santa Catarina por meio do Disque Denúncia 181 ou do Whatsapp (48) 98844-0011 (sua identidade será preservada), e seja um cidadão aliado no combate à criminalidade.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul