Conforme a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Guatá, que atendeu a ocorrência, o grupo pilotava em direção a Braço do Norte e o motorista de um Ford Fusion, com placas de São Ludgero, de 19 anos, trafegava no sentido inverso. Foto: SulInfoco/Divulgação
Conforme a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Guatá, que atendeu a ocorrência, o grupo pilotava em direção a Braço do Norte e o motorista de um Ford Fusion, com placas de São Ludgero, de 19 anos, trafegava no sentido inverso. Foto: SulInfoco/Divulgação

Mirna Graciela
Braço do Norte

O fim da tarde de sábado foi de muita comoção e tristeza para familiares e amigos de três jovens motociclistas que morreram em um grave acidente. Todos foram surpreendidos com a angustiante notícia, que se propagou rapidamente nas redes sociais. 

Dor para quem os conhecia e também para os outros dois rapazes integrantes do grupo. Estes últimos não correm risco de morrer, mas presenciaram momentos de intenso desespero. O acidente ocorreu por volta das 18h40min, na SC-108, nas proximidades da comunidade de São Januário, em Braço do Norte. 

Conforme a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Guatá, que atendeu a ocorrência, o grupo pilotava em direção ao município e o motorista de um Ford Fusion, com placas de São Ludgero, de 19 anos, trafegava no sentido inverso.

Os pilotos foram atingidos frontalmente pelo veículo, que invadiu a pista contrária. Gabriel dos Santos Cardoso, 19 anos, Maycon Della Giustina, 26, e Felippe Jacinto Fraga, 28, não resistiram aos ferimentos e morreram no local. 

Éverton Meurer Antunes, 27 anos, e Ricardo Bus, 20, sobreviveram à colisão. O mais velho – que estava em estado de choque no acostamento – teve escoriações e foi levado para atendimento hospitalar pelo Corpo de Bombeiros Militar de Braço do Norte. Ricardo saiu ileso. 

O condutor do automóvel recebeu assistência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhado para o Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte. A PMRv realizou o teste do bafômetro ainda na instituição e a embriaguez não foi constatada.

Os corpos foram velados ontem, em Braço do Norte, onde residiam. Maycon deixa esposa e uma filha pequena.

Investigação
Segundo a PMRv de Guatá, um levantamento da ocorrência foi feito pela corporação e será encaminhado para a Polícia Civil de Braço do Norte. A investigação será de responsabilidade da delegacia do município. Os investigadores também estiveram no local do acidente.

Mais de mil pessoas despedem-se de jovens


Foto: Samuel Madeira/SulInfoco/Divulgação/Notisul.

Mais de mil pessoas compareceram ontem ao velório dos três jovens, ocorrido no Ginásio Atilio Guisi, para prestarem suas últimas homenagens. Muitos estavam inconsolados. A tristeza tomou conta da cidade e de outros municípios vizinhos. O sepultamento ocorreu a partir das 17 horas em diferentes cemitérios de Braço do Norte. Antes disso, uma missa de corpo presente foi realizada no local do velório. O setor de comunicação da prefeitura informou que as aulas hoje na Escola Municipal Antônio Rohden foram suspensas, medida tomada em respeito à diretora da instituição, Ana Celita Della Giustina Schulz, mãe de Maycon, uma das vítimas do acidente. 

Homenagens comovem nas redes sociais
Muitas mensagens de solidariedade foram postadas ontem nas redes sociais e causaram comoção também às pessoas que não os conheciam. Um amigo em comum dos três jovens, Thiago Matos, desabafou. “Mal consigo me expressar. A dor de saber que vocês se foram, dois amigos de longa data e um melhor amigo que só me fazia sorrir. Maycon e Felippe fiquem com Deus e deixem em nossos corações boas lembranças. E meu eterno Gabriel Santos, um irmão para todas as horas. Brincadeiras, festas, projetos, tudo. Obrigado por deixarem eu conhecer vocês, e tudo que passamos está guardado com carinho. Adeus meus amigos”. 

“Meu amigo namorava, cursava educação física e trabalhava em uma revenda de carros. Era apaixonado por enduro com a moto de trilha. Guardava aqui em casa quando vinha para a praia. Trabalhador e uma pessoa do bem”, relatou Henrique Silvestre, amigo de Felipe Fraga. 

A tristeza de perder um filho e saber que uma criança também perdeu seu pai foi lembrada por Fernando Longuinho na página de Maycon. “Meus sinceros sentimentos de dor e tristeza aos familiares dos jovens. Maicon Schulz, grande parceiro, amigo, sempre alegre, deixarás saudades, que Deus te receba de braços abertos e te guie ao caminho de luz, olhe por tua família e, em especial, pela sua filhota. À minha querida amiga Angelita que perdeu seu filho também, que Deus conforte seu coração”.

“Hoje o dia amanheceu difícil e muito triste para mim e para muitos amigos trilheiros, desta vez não saío para a diversão e sim para prestar uma grande homenagem aos amigos que partiram. Que Deus os receba de braços abertos e acolha os seus familiares nesse momento”, registrou Gregory Loss Maninho.

Já Max Loss homenageou, além dos três rapazes, um dos sobreviventes, Éverton Meurer Antunes. “Só tenho a agradecer por você não ter ido também, só tenho a agradecer a amizade que tivemos com esses amigos, hoje o céu vai brilhar mais forte, força a nós amigos e principalmente aos familiares”.