Rafael Andrade
Gravatal

Pode parecer pouco, mas a instalação de uma lombada pode salvar muitas vidas. O excesso de velocidade e outras imprudências provocaram dezenas de acidentes no quilômetro 200,35 da SC-438, em frente à escola Geraldina Maria Tavares, no centro de Gravatal.

Depois da morte da adolescente Paola Machado Francisco, 15 anos, no último dia 4, a associação de moradores da localidade exigiu a instalação de uma lombada para reduzir os acidentes.

Ontem à tarde, em uma reunião articulada pelo vereador Djalma Comeli, decidiu-se pela construção do redutor de velocidade imediatamente.
O secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, Haroldo Silva, o Dura, também participou do encontro que ainda contou com as presenças do vice-prefeito de Gravatal, Tarcísio Marcon Corrêa, e do superintendente sul do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Lourival Pizollo.

“Foi uma tarde muito promissora. A lombada será instalada em 30 dias”, garante Dura. Os motoristas precisam ficar atentos. Este tipo de procedimento exige a colocação de placas de alerta que haverá uma lombada no trecho. Após 20 dias, o redutor será construído.

Valdir da Silva Cardoso, morador da região, expressa o alívio da comunidade após o acordo. “Finalmente, a velocidade vai diminuir. É uma região de muitos estudantes e é preciso mais atenção de todos”, conclui Valdir.

Semana de trânsito ‘inicia’ sábado

A Semana Nacional de Trânsito é lembrada anualmente no período entre 18 e 25 de setembro. Neste sábado, estão programadas algumas ações educativas em centros comerciais, praças e vias públicas. O policial civil Alexandre Nunes de Freitas lamenta que o perigo nas estradas seja discutido com mais ênfase somente nesta semana em especial.

“Temos que debater todos os dias sobre o assunto. Aqui na região, ocorrem muitos acidentes. A culpa não é só das autoridades que têm a responsabilidade de nos proporcionar vias adequadas para o tráfego, mas também dos motoristas que, em muitos casos, não respeitam as leis de trânsito”, avalia Alexandre.
Um programa de acompanhamento a acidentes de trânsito foi aplicado em Tubarão em fevereiro deste ano. É o mesmo utilizado em Londres, Inglaterra. A cidade europeia conseguiu reduzir em 40 % o número de mortes nas estradas em 16 anos.

“Nós distribuímos formulários no principal hospital da cidade. Por meio deste documento, faremos um estudo científico e elaboraremos projetos para adequar os locais onde ocorrem mais acidentes. Ainda faremos palestras educativas nos setores mais afetados, como: funcionários de grandes empresas, estudantes e frequentadores de bailes (shows)”, explica Alexandre.