Rafael Andrade
Tubarão

Cristiano de Oliveira Hilário, o Tinho, 31 anos, é mais uma vítima do trânsito em Tubarão. Ele morreu no sábado de manhã, na rua Manoel Miguel Bittencourt (do Presídio Regional), no bairro Humaitá de Cima, após colidir com a sua moto XT 600 cilindradas em um poste.

O equipamento de iluminação ficou com a base totalmente destruída com o impacto. O homem voltava de uma festa e estava a menos de dois quilômetros de casa. Era morador da comunidade da Divinéia, no bairro São João margem esquerda.

Segundo alguns amigos, Tinho não bebia e não estaria sob efeito de álcool. Com a morte dele, sobe para oito o número de motociclistas que perderam a vida nas vias urbanas do município este ano.

O corpo da vítima foi recolhido pelo Instituto Geral de Perícias (IGP). Ele teve múltiplas fraturas. Tinho foi enterrado ontem à tarde, no cemitério Horto dos Ipês, no bairro Monte Castelo. Ele deixa três filhos: um menino de sete meses, um de 4 anos e uma menina de 11 anos.