Rafael Andrade
Tubarão

A Semana Nacional de Trânsito iniciou sábado e centenas de ações educativas foram e são executadas nas maiores cidades de Santa Catarina. O que não se imaginava é que este fim de semana fosse o mais trágico nas estradas catarinenses este ano. Foram 18 óbitos registrados nas rodovias federais, estaduais e vias urbanas.

Quatro das 18 pessoas que morreram no estado eram motociclistas e três pedestres.
Uma morte foi registrada na região. Um pedestre de 44 anos foi atropelado próximo ao trevo de acesso a Laguna, no quilômetro 311 da BR-101, no bairro Cabeçudas. O acidente ocorreu às 20h35min de sábado. Natural de Gaspar, Nilson Rosa foi atropelado pelo motorista de um Corsa com placas de Florianópolis. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista prestou socorro, mas Rosa morreu segundos após a colisão.

O trânsito ficou em meia pista por cerca de 20 minutos. Não houve congestionamento.
Outro atropelamento que resultou em morte na BR-101 foi em Palhoça, na Grande Florianópolis, também sábado. Um homem de 25 anos tentou atravessar a pista a 500 metros da passarela para pedestres e foi surpreendido por um carro. Um idoso de 70 anos também morreu atropelado sábado, na SC-430, em Urubici, no Planalto Serrano.
No acidente mais grave registrado no fim de semana, cinco pessoas da mesma família morreram em Ascurra, ontem à noite. As vítimas viajavam em um carro de Rio do Sul para Blumenau e bateram de frente com um ônibus.

A semana de trânsito termina sábado. A meta é conscientizar motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Afinal, todos precisam fazer a sua parte para amenizar as estatísticas!