O homem que abandonou o sobrinho na faixa de areia da Praia Central de Balneário Camboriú alegou, em depoimento, que deixou a criança, de apenas 2 anos, aos cuidados de desconhecidos enquanto ele ia comprar maconha. Ele foi preso em flagrante, mas solto em seguida sem fiança por determinação do Poder Judiciário, segundo o delegado da DPCami (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso), Rafael Chiara.

O delegado fixou fiança em um salário mínimo, mas o Judiciário concedeu liberdade provisória ao homem, de 37 anos. A justificativa do homem foi que ele queria ir comprar maconha, e para isso deixou o menino aos cuidados de desconhecidos na praia. Segundo o delegado, o homem estava cuidando da criança naquele momento a pedido da irmã, mãe da criança.

A criança foi encontrada na faixa de areia, sozinha, na última quarta-feira (10). Ela foi levada por banhistas até o posto de Salva Vidas. Quem identificou o homem e acionou a GM (Guarda Municipal) foram os bombeiros do Pelotão de Busca e Salvamento, que ficam no Pontal Norte.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: NDMais