Participaram do encontro o prefeito Manoel Bertoncini, autoridades políticas e empresariais, e representantes das Polícias Civil e Militar.
Participaram do encontro o prefeito Manoel Bertoncini, autoridades políticas e empresariais, e representantes das Polícias Civil e Militar.

Mirna Graciela
Tubarão

Em seis meses, Tubarão estará com as câmeras de segurança instaladas e a Central de Monitoramento adaptada. A previsão foi feita em reunião ontem, na prefeitura, pelo tenente-coronel Vânio Luiz Dalmarco, coordenador do Sistema de Videomonitoramento da Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP). Participaram do encontro o prefeito Manoel Bertoncini, autoridades políticas e empresariais, e representantes das Polícias Civil e Militar.

Os testes com as primeiras câmeras nas ruas de Tubarão terão início em três semanas. O objetivo é comprovar a efetividade do sistema. A possibilidade de transmissão das imagens via rede de TV a cabo até a Central de Monitoramento foi levantada, em virtude do baixo custo e porque já existe na cidade, com cabos espalhados por 100 quilômetros de ruas na zona urbana da cidade, o que possibilitará a instalação de pontos de vigilância em várias áreas da região central.

O tenente-coronel Dalmarco informou que todo o sistema tem que ser gravado e as imagens ficam armazenadas durante 20 dias ou mais. O projeto da SSP é instalar futuramente até 48 câmeras só em Tubarão. Oito equipamentos já foram adquiridos e estão à disposição. Os locais onde serão instalados serão definidos em conjunto pelas Polícias Militar e Civil. A implantação dos demais pontos será feita conforme a necessidade. A administração municipal deve assumir o custo de transmissão das imagens e a manutenção das câmeras, garante o prefeito.

A morte do guarda Marcelo Silva
Ontem fez uma semana do assassinato do guarda Marcelo Goulart Silva, 33 anos. Sete pessoas foram detidas por envolvimento no assalto à Relojoaria e Ótica Orient (cometido minutos antes) seguido do homicídio: cinco homens, uma mulher e um adolescente. Quatro deles tiveram envolvimento direto com nos crimes. Todos foram presos, exceto o menor, que foi apreendido e encaminhado para um Centro de Internação Provisória do estado.

Dinâmica da Central de Monitoramento
Todo o processo funcionará em seis meses, na prática, porque depende da implantação total dos equipamentos e da adaptação da Central de Monitoramento, em uma sala no 5º Batalhão de Polícia Militar, onde também funcionará a Central Regional de Emergência (monitoramento, recepção do telefone 190 e o despacho das viaturas). A intenção é fazê-la integrada com outras centrais, como Samu, a Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros. A reforma do espaço será licitada e a obra deve iniciar em 60 dias.

O monitoramento através de câmeras é um investimento não apenas em segurança e prevenção à violência. Também servirá como instrumento de controle e vigilância do trânsito e possibilitará que as imagens captadas sejam utilizadas como prova judicial em caso de um crime ou acidente.

Combate ao crime – operação da Polícia iniciou ontem no beco do Quilinho
 

A forte violência que tem ‘assombrado’ Tubarão e região, com assaltos e assassinatos, motivou que sejam tomadas providências urgentes de combate à criminalidade. Além da realização de blitze em ruas da cidade, a Polícia Militar deu início ontem à noite a incursões em diversas áreas da cidade. Por volta das 21h30min, a ação da polícia começou no beco do Quilinho, bairro Morrotes, e estendeu-se durante a madrugada, em outras áreas consideradas de risco.

A meta é encontrar foragidos, armas, drogas e outras irregularidades. A operação também tem a finalidade de mostrar a capacidade de mobilização da polícia, e contou com os pelotões de Patrulhamento Tático de Laguna e de Imbituba.

Os guardas municipais ficarão afastados das ruas até que estejam devidamente aparelhados. Na próxima semana, o diretor da Guarda Municipal, Adailton do Livramento, pretende agendar o treinamento de tiro da corporação na Academia de Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis. A compra de coletes balísticos e armas deve ocorrer até junho.