Tubarão

O terceiro suspeito da tentativa de latrocínio ocorrida no último dia 7, contra um casal de namorados, em Tubarão, foi preso ontem pelos policiais da Central de Plantão Policial (CPP). Por meio de um mandado de prisão, um homem de 26 anos foi detido em Treze de Maio, em seu local de trabalho.
“As vítimas foram convocadas para fazer o reconhecimento. Dependendo do resultado, ele poderá ser encaminhado ao presídio. Por enquanto, ficará aqui (na CPP)”, informou o delegado João Fleury Castilho, que coordena as investigações.

O aparelho de celular de uma das vítimas foi recuperado, estava em posse de um outro homem, que também foi conduzido à central. Ele prestou depoimento, foi liberado, e será investigado.
Semana passada, dois jovens, de 18 e 21 anos, acusados pelo crime, foram capturados. O mais novo foi preso em uma casa no bairro Andrino e o mais velho na Área Verde. Ambos foram reconhecidos pelo casal e estão no Presídio Regional.
“Foi um crime extremamente grave que demandou um árduo trabalho e várias diligências para obter as provas e capturar os supostos criminosos. Em 20 dias, elucidamos o caso”, avaliou o delegado. O inquérito policial será encaminhado ao poder judiciário.

O casal foi surpreendido por três bandidos quando saíam de uma festa no salão paroquial da Igreja Santa Terezinha, no bairro Passagem. O jovem de 19 anos foi abordado pelos criminosos armados, que ordenaram que os dois fossem para o banco de trás e entregassem a chave do carro. Ele não atendeu a exigência dos bandidos e levou dois tiros, que lhe atingiram a perna e a região das axilas.