Maycon Vianna
Tubarão

Uma briga entre dois colegas terminou em tiros na tarde de ontem, em um campo de futebol, atrás da sede do Centro Social Urbano da Passagem, na rua Guilherme Willeman. Um dos garotos, de 17 anos, ficou irritado quando um outro jovem, de 18, que estuda na Escola João XXIII, pegou a sua pipa e a estragou. Ele foi até a sua residência, localizada nas proximidades, e pegou um revólver calibre 22. Ele atingiu o rapaz com um tiro nas nádegas e ficou seriamente ferido. Segundo testemunhas, a tragédia só não foi maior porque a vítima correu e o menor errou a direção do tiro.

Os policiais militares chegaram em cinco viaturas e atenderam a ocorrência. O Corpo de Bombeiros de Tubarão logo foi acionado para encaminhar a vítima ao Hospital Nossa Senhora da Conceição.
No momento do disparo, várias crianças esperavam para começar o treinamento da escolinha de futebol. Por pouco, outras pessoas não foram atingidas. A PM fez buscas pelo acusado nas ruas, mas ele não foi encontrado.

O jovem pode ser indiciado por tentativa de homicídio e deve entregar-se até segunda-feira, com a presença de familiares, na Delegacia de Polícia Civil da Criança e do Adolescente e de Proteção à Mulher e ao Idoso de Tubarão.

Arma potente
O révolver calibre 22 é da categoria de armas de fogo curtas, de repetição ou semi-automáticas, cuja munição comum tem na saída do cano energia de 407 joules. Um tiro certeiro é capaz de perfurar diversos órgãos do corpo e a bala pode ficar alojada.