Amanda Menger
Tubarão

Os 34 presos da ala do seguro do Presídio Regional de Tubarão voltaram às celas ontem, no fim da tarde. Eles passaram a noite de quarta-feira no pátio, depois que uma tentativa de fuga foi descoberta, por volta das 22 horas de quarta-feira, pelos agentes prisionais e policiais militares que fazem a guarda. Como o Notisul divulgou com exclusividade, cinco presos tentaram ‘escavar’ um buraco na parede.

O buraco foi feito com eixos de motores de ventiladores e estava no tamanho de um aparelho de ar condicionado. O barulho da ‘escavação’ foi o que denunciou a atividade. Ontem, a parede foi consertada e providenciado um reforço com concreto, para evitar novas tentativas de fuga. O diretor da instituição, Ricardo Dias Welausen, não descarta a possibilidade de transferir alguns detentos envolvidos no caso.

Antes dos presos retornarem às celas, os agentes prisionais fizeram uma revista, e nada foi encontrado. Na noite de quarta-feira, após o tumulto ser contido, foram encontrados os eixos de motores usados para abrir a parede, além de pedaços de tesouras e um cachimbo para fumar crack.

O que é a ala do seguro
É um espaço dentro da instituição prisional destinado aos presos com problemas de comportamento e/ou que cometeram crimes hediondos e precisam ser mantidos isolados dos demais.