Os irmãos de 28 e 24 anos suspeitos de matar Bentinha da Conceição Izidorio, de 57 anos, em Grão-Pará, na última terça-feira (4), se apresentaram nesta quinta-feira (6), à Delegacia de Polícia Civil. De acordo com informações, após depoimento, eles foram liberados.

Em Boletim de Ocorrência (BO) registrado no início da semana, um dos suspeitos conversou com um vizinho por meio de WhatsApp. O homem pediu que os supostos criminosos se entregassem, no entanto, um deles afirmou que se apresentaria somente com a sua advogada, mas para isso precisaria conversar com a profissional de direito. Pelo aplicativo um dos irmãos confessou o crime.

Ainda no registro, foi relatado que foi entregue aos profissionais de polícia civil pela polícia militar 11 capsulas deflagradas, dois projéteis e um pedaço de alumínio/ferro, coletado de uma cerca de arame farpado com vestígio de disparo de arma de fogo. Os materiais foram recolhidos próximo de onde a vítima foi alvejada.

Nesta sexta-feira (7), pela manhã, um dos atiradores estava em casa tranquilo, há aproximadamente 20 metros de onde tudo ocorreu. Por outro lado, Laerte Cândido, a sua esposa e o filho seguem apreensivos com receio de serem mortos e Antônio Izidorio, esposo de Bentinha, perdeu a mulher pelo crime.

O advogado de Laerte, Gustavo Botega, da Acorsi e Botega Advogados Associados, de Tubarão relatou a equipe de reportagem do Notisul, que irá pedir a prisão dos irmãos para o juiz da Vara Criminal de Braço do Norte. Há informações, que os suspostos criminosos afirmam em um primeiro momento que só se entregariam depois de terminar o serviço, que seria matar Laerte e a esposa.

Entenda o caso

Conforme a Polícia Militar (PM), Bentinha ouviu uma briga na casa do vizinho e foi para a rua tentar descobrir o que ocorria. Havia uma briga entre dois moradores da localidade. O morador que seria o alvo dos tiros, Laerte Cândido, conseguiu fugir e não foi atingido. Já a mulher foi atingida.

A discussão entre dois vizinhos teria iniciado na última terça-feira durante o dia. Policiais foram algumas vezes até o local e lavraram dois boletins de ocorrência.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul