O suspeito de um latrocínio ocorrido em Armazém, foi preso no Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira (27). A investigação foi realizada pela Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia Civil de Armazém. O mandado de prisão temporária foi cumprido pela Polícia Civil de Veranópolis (RS) contra o suspeito pela autoria do crime, que trabalhava na zona rural de Fagundes Varela (RS).

No dia 20 de agosto deste ano, o corpo de um homem de 68 anos foi encontrado no interior de sua residência, em Armazém, já em estado de decomposição, morto com golpes de arma branca no pescoço. A vítima não era vista há aproximadamente quatro dias, o que fez com que os moradores da vizinhança o procurassem no imóvel.

Constatou-se que a casa estava toda revirada e que foram subtraídos alguns pertences pessoais da vítima, além de sua caminhonete. As investigações realizadas pela Polícia Civil de Santa Catarina identificaram o suposto autor do crime e revelam o aconteceu.

No dia 16 de agosto, o suspeito teria pegado uma carona com a vítima e, durante o trajeto, o homem mencionou já trabalhara como pintor, razão pela qual foi convidado para realizar um serviço de pintura na sua residência. Após preso e interrogado, o investigado confessou a autoria do crime e alegou que a motivação fora um desentendimento com a vítima, que teria o ameaçado com uma faca.

Os trabalhos investigativos realizados para a identificação e a captura do suposto autor do crime contaram com o apoio das Delegacias de Polícia de Lebon Régis, Palma Sola, Veranópolis (PC/RS), e das Divisões de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Videira e de São Miguel do Oeste. O inquérito policial segue em trâmite visando à recuperação de todos os objetos subtraídos.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: PCSC