Maycon Vianna
Tubarão

O início da manhã de ontem foi movimentado para policiais civis e militares de Tubarão: um homem de 28 anos foi encontrado morto dentro de uma residência, na Travessa Lourenço Falchetti, em um beco no bairro Humaitá, em Tubarão. Segundo informações extra-oficiais, a vítima morreu na madrugada de ontem e o corpo só foi encontrado em um dos cômodos da casa por uma auxiliar de limpeza, que trabalhava no local por volta das 7 horas.

A vítima foi encaminhada ao Instituto Geral de Perícias (IGP) de Tubarão, ainda no período da manhã, para a realização do exame pericial. Os primeiros indícios apontam que o rapaz teve uma overdose e morreu. Porém, o laudo técnico aponta um adema e uma congestão como a causa da morte. O laudo foi encaminhado para análise mais detalhada no IGP de Florianópolis e o resultado deve ficar pronto em dez dias.

Os vizinhos ficaram assustados, logo cedo, quando viram toda a circulação de policiais militares e bombeiros pelas imediações. “Pensávamos que fosse mais um homicídio registrado na cidade. Lamentamos a morte dele, porque era um homem que tinha bastante contato nas redondezas”, conta um dos moradores. O Notisul tentou contato com os familiares do rapaz, na tarde de ontem, mas não foi possível conversar com ninguém.

O que é overdose?
Também conhecida como superdose ou dose excessiva. É um termo empregado cientificamente para designar a exposição do organismo a altas doses de uma substância química, seja uma droga de abuso, um medicamento ou outra substância química qualquer. Normalmente, é utilizado para nomear a exposição intensa a doses excessivas de uma droga de abuso, acontecendo ou não a intoxicação, ou seja, havendo ou não sinais e sintomas clínicos que debilitam o organismo, resultando a falência de órgãos vitais como coração e pulmões.