Maycon Vianna
Tubarão

A madrugada de ontem teve aglomeração, dúvidas e movimentação de policiais civis e militares na localidade de Área Verde, no bairro Campestre, em Tubarão. Um jovem de 16 anos, natural de Florianópolis, supostamente teria tentado suicídio. Ele estava dentro da residência de um acusado de tráfico com um revólver calibre 38 e, segundo testemunhas, fazia roleta russa com o tambor da arma. Foi quando um dos disparos acertou a sua cabeça. Essa foi a primeira versão que a polícia recebeu.

No entanto, os policiais civis que chegaram na residência depois do fato, logo perceberam que não havia arma e afirmaram que outras pessoas já tinham estado no local. Foi então que os investigadores da Polícia Civil, juntamente com a PM, começaram a procurar os suspeitos. Um deles, de 17 anos, foi encontrado com três petecas de crack e levado à Central de Polícia Civil, onde responderá a um termo circunstanciado.

O menor atingido é natural de Florianópolis e estava há duas semanas em Tubarão acompanhado de uma garota de 20 anos. “Os investigadores começaram o trabalho. Existe a possibilidade de tentativa de homicídio. A jovem companheira da vítima também não sabia de nada e só percebeu ao voltar e encontrá-lo baleado”, diz o delegado responsável pela delegacia do menor, da mulher e do idoso, Genuíno Martins.

O proprietário da residência em que o rapaz foi encontrado diz que havia saído para comprar um cartão telefônico e, quando voltou, viu o tumulto em frente à sua casa.
A equipe dos bombeiros encaminhou a vítima para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição. Ele continua em estado grave e corre risco de morte.