Um caso de suposto estupro de vulnerável foi registrado por volta das 16h40 desta quarta-feira (14), em Braço do Norte. A guarnição foi acionada para verificar o possível estupro, na Rodovia SC-370, em Travessão.

Chegando no local os policiais conversaram com uma pessoa, a qual possui a guarda de sua neta. A informação é de que ontem, seu filho (pai da menina), esteve em seu imóvel para tirar satisfação com a menor referente a um vídeo seu que estaria nas redes sociais, praticando sexo.

Ele estava bem alterado. O Conselho tutelar foi acionado e durante a entrevista com a menor, ela afirmou que no Natal foi na casa de seu pai. Durante a estadia sua madrasta lhe obrigou a ingerir bebida alcoólica e deu um remédio, obrigando a menina a deitar na cama do pai da madastra.

Após isso, não lembra de nada. Quando acordou a menor sentia dores nas partes íntimas e costas e que, de imediato, foi forçada, ainda pela madrasta, a ingerir um comprimido do dia seguinte. Chegando na casa de sua avó, começou a menstruar durante alguns dias.

Além disso, a menina não havia comentado com ninguém sobre o ocorrido por vergonha. Porém, quando a história veio à tona, se abriu com os familiares que acionaram a polícia. No momento da ocorrência, foi gerado guia para corpo de delito.

A partir de agora, o caso passa a ser investigado pela Polícia Civil de Braço do Norte. De acordo com o responsável pelo caso, Delegado de Polícia Eder Matte, as diligências já foram iniciadas nesta quarta feira.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul