Mirna Graciela
Tubarão

O estado de saúde de uma tubaronense de 43 anos, que foi violentamente agredida, inspira cuidados. Ela está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Nossa Senhora da Conceição e o seu quadro é grave.
A mulher foi encontrada na última quarta-feira pela sua filha, de 17 anos. Quando a jovem chegou em casa, no bairro Andrino, por volta das 13 horas, a mãe estava desmaiada, de barriga para cima. Um lado de seu rosto apresentava inchaço e eram visíveis as marcas no pescoço de tentativa de estrangulamento.

Havia sangue no chão e muitos objetos espalhados, o que indica que tenha ocorrido uma briga. O principal suspeito da agressão é o marido da vítima, que está foragido. O casal está em processo de separação.
“Imaginamos que na próxima semana ele se apresentará com seu advogado”, prevê o delegado Genuíno Eugênio Martins, da delegacia da criança, do adolescente, e de proteção à mulher e ao idoso. Um inquérito policial foi instaurado para apurar a autoria da tentativa de homicídio.
Após o registro do boletim de ocorrência na delegacia, feito pela filha da vítima, os policiais foram à residência, mas ninguém viu o homem. “No entanto, todos os indícios apontam para ele”, enfatiza o delegado. A jovem é enteada do marido da vítima.