Rafael Andrade
Tubarão

Está quase pronto o novo prédio do Presídio Regional de Tubarão, no bairro Bom Pastor. O local tem dois espaços diferentes – a ala do semiaberto, que já está pronta e tem capacidade para 120 presidiários, e a construção maior para detentos de regime fechado. Este último ganhou um adicional na capacidade nesta última etapa da obra – passa de 248 para 288 vagas.
Serão 408 camas limpas, novas – 40 vagas a mais do previsto no projeto inicial. Só para se ter uma noção da diferença com o atual prédio, no bairro Humaitá de Cima, onde estão 330 reclusos, a capacidade é para apenas 60.
Uma das prioridades do diretor do presídio, Deiveison Querino Batista, é manter o local adequado com o número de vagas. “Vamos sempre tentar manter o ambiente de acordo com o projetado. Sabemos da dificuldade nos primeiros dias, mas poderemos aplicar projetos de ressocialização com o grande espaço que teremos”, avalia.
O chefe de segurança Paulo Damasceno também aposta na recuperação dos presos, principalmente os do regime semiaberto. “Aos poucos, as ideias da direção serão colocadas em prática. Temos contato com várias empresas e indústrias de Tubarão e região dispostas a oferecer trabalho aos reclusos. Vamos tentar colocar essas ideias em prática o quanto antes”, reforça Paulo.
“Ainda faltam detalhes importantes, como a construção do estacionamento. Também aguardamos a melhoria da rua de acesso ao presídio. Vamos torcer para que não chova nos próximos dias para não prejudicar o andamento da obra”, destaca o engenheiro responsável pela construção, Gregório Brighenti.

Semiaberto inaugura em 5 dias. Presos vão depois
A inauguração do prédio para abrigar a unidade prisional do regime semiaberto do Presídio Regional de Tubarão foi confirmada para a próxima terça-feira, às 10h30min, no bairro Bom Pastor. O governador Leonel Pavan virá para a cerimônia.
No entanto, os presos serão encaminhados ao local somente nos dias seguintes à inauguração. A obra teve investimento de R$ 1,1 milhão do governo do estado. O prédio abrigará 120 presos em uma área de 540,49 metros quadrados. O local tem alojamento para agentes penitenciários, calçada, urbanização, rede elétrica, tubulação de água, guarita para PM e um galpão para implantar uma rede de trabalho.
“Já existem empresas interessadas em se instalar neste galpão para utilizar a mão-de-obra dos presos”, destaca o secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, Haroldo Silva, o Dura.
Ao todo, o novo Presídio Regional de Tubarão abrigará 408 presos – 120 do semiaberto e 288 do regime fechado. O valor investido em todo o complexo carcerário é de R$ 8 milhões.