Foto:José Nei Ascari/Divulgação/Notisul
Foto:José Nei Ascari/Divulgação/Notisul

Grão-Pará

“É com alegria que observo os preparativos para a efetiva pavimentação da estrada que liga Grão-Pará ao pé da Serra do Corvo Branco (SC-370). O trecho tem 23,5 quilômetros. O investimento do governo, nesta fase, é de R$ 44 milhões. Esta é a segunda etapa da obra que integra o Vale do Braço do Norte ao Planalto Serrano. O primeiro trecho, com 20,6 quilômetros, do alto da Serra até a cidade de Urubici, foi inaugurado em 2012. Nosso trabalho continua para assegurar também a pavimentação da terceira e última etapa, ou seja, do trecho da Serra, com cerca de nove quilômetros de extensão”, pretende o deputado José Nei Ascari (PSD), que é de Grão-Pará.

“Quero agradecer o deputado Ascari pelo empenho para a realização desta tão importante e sonhada obra. Ao mesmo tempo, quero pedir o empenho para a conclusão do projeto e licitação da terceira etapa, o trecho da Serra”, reivindica o farmacêutico aposentado Osvaldo Demay Michels.

O terceiro lote das obras de pavimentação da SC-370, que dá acesso a Serra do Corvo Branco, estão com 100% da terraplenagem concluídas. O prazo previsto para conclusão (asfalto) é até o fim do primeiro semestre de 2017. O investimento total já chegou a R$ 130 milhões. 

Para conclusão dos trabalhos no lote 3, o governo do Estado, por meio do Deinfra, realiza processos de indenizações dos moradores que tem suas propriedades às margens da rodovia. Os pagamentos já foram autorizados para a maioria. Os cartões-postais, como Morro da Igreja, Campo dos Padres, Canyon Espraiado e inúmeros recantos escondidos pelos paredões estão localizados na Serra.

O comerciante Salésio Floriano Blasius disse a obra vai ser muito importante para o desenvolvimento da região. “Moro aqui há 25 anos e com certeza vai acabar com essa poeira. Depois de pronta vai aumentar muito o movimento no comércio local”.

A Serra do Corvo Branco liga os municípios de Urubici e Grão-Pará, por cerca de 56,5 km. Recebe este nome devido a uma ave de rara conhecida como Urubu-rei. Esta ave, de plumagem branca e alguns detalhes coloridos, desconhecida pelos habitantes locais, foi apelidada erroneamente de corvo, originando o nome Corvo Branco.