Capivari de Baixo

Um homem de 47 anos foi condenado pelo juiz Antônio Carlos Ângelo, da comarca de Capivari de Baixo, ontem, por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e munições de uso restrito e recarga, sem autorização legal, de munição e prestação de serviço de conserto de armas.

A sua companheira foi absolvida das acusações e foi solta. O condenado permanece no Presídio Regional de Tubarão, onde está preso desde maio, quando o casal foi detido com o maior arsenal de munições calibre 12 já apreendido nos últimos cinco anos na região. Armas, drogas e dezenas de produtos provenientes de furto foram encontrados na casa de Ronaldo.

O flagrante foi possível após quase dois meses de investigação em uma operação conjunta entre a Polícia Civil de Capivari de Baixo e Tubarão. O mandado de busca e apreensão foi cumprido às 6 horas do dia 14 de maio, no centro de Capivari. O delegado Adriano Almeida coordenou as investigações.

O acusado já tinha várias passagens pela polícia por porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Ele é considerado o mentor de um grande esquema de abastecimento de armamento pesado a assaltantes, principalmente de ladrões de banco.
“Nego ao acusado o direito de recorrer em liberdade, uma vez que está preso por força do flagrante”, resume o juiz Ângelo em sua decisão.