Criciúma

Mais de 120 leitos para o tratamento de dependentes químicos serão abertos no estado neste ano, segundo edital lançado pela secretaria nacional de políticas sobre drogas para apoio às comunidades terapêuticas. Entidades de nove municípios foram contempladas e receberão, por paciente, R$ 800,00 mensais para o tratamento.

Na região, Criciúma foi contemplada com 19 leitos. Segundo a secretária Paulina Arruda Duarte, é necessário agora que exista um acompanhamento e organização destas instituições. Isto porque os editais lançados até agora para credenciamento de hospitais  e criação de casas de acolhimento transitório não tiveram a resposta desejada. De 2,5 mil vagas para comunidades terapêuticas, apenas 900 foram preenchidas.

“A falta de resposta das cidades nos impressionou. Para se ter uma ideia, atualmente é repassada R$ 26,00 para uma autorização de internação hospitalar do SUS. Para tratamento de drogas, a diária chega a R$ 112,00”, compara Paulina. Outro benefício serão os R$ 300 mil a serem destinados a quatro universidades para capacitação de 1,2 mil profissionais.