Rafael Andrade
Tubarão

A casa de Semi-Liberdade para adolescentes infratores será reaberta em novembro, em Tubarão, pelo Departamento Estadual de Justiça e Cidadania (Djuc). A Organização Não-Governamental (ONG) Oficina de Arte Comunitária (Odac) é a responsável pela procura do imóvel.

“Temos um prazo até o mês que vem para reabrir esta casa. O imóvel precisa ser adequado às normas de atendimento para os adolescentes infratores. Quanto mais próximo ao Centro de Internamento Provisório (CIP) a casa estiver, melhor”, explica o presidente da ONG e atual coordenador do CIP, Marconi Ribas Mendes.

O CIP de Tubarão está localizado no bairro Bom Pastor. Ribas informa que na região não há um imóvel adequado para ser sede da casa. “Provavelmente, encontraremos o lugar ideal na região do centro da cidade ou no bairro Oficinas”, aponta Marconi.
A casa ficava em Capivari de Baixo e fechou para que fossem feitas algumas adequações no prédio. Porém, o imóvel era alugado e o proprietário não quis renovar o contrato com o estado.

“Como não houve renovação no contrato imobiliário, suspendemos as atividades e os menores que cumpriam medidas socioeducativas. Dez menores foram transferidos para outras unidades de Criciúma, Araranguá e Biguaçu”, lembra o diretor do Djuc, Itamar Bonelli.