Empresários, políticos e profissionais da área de segurança participaram do encontro na capital.
Empresários, políticos e profissionais da área de segurança participaram do encontro na capital.

Mirna Graciela
Tubarão

A união de forças de vários segmentos da sociedade tubaronense para combater a criminalidade mostra resultados otimistas. Um grupo formado por políticos, empresários e profissionais da área de segurança esteve ontem em Florianópolis, em uma reunião com o secretário de segurança pública do estado, César Augusto Grubba. A morte do guarda municipal Marcelo Goulart Silva, 33 anos, na semana passada, motivou o ‘movimento’.

Eles levaram uma lista de reivindicações (veja o quadro ao lado) e receberam um sinal positivo de Grubba em algumas. O secretário garantiu a instalação e manutenção de oito câmeras de vigilância, assim como a construção da Central de Emergências e o deslocamento de 34 policiais militares à região de Tubarão (que atende 19 municípios) até julho deste ano, além de delegados e escrivãos.

Nesta quinta-feira, um novo encontro será realizado na prefeitura de Tubarão, com a presença do tenente-coronel Vânio Luiz Dalmarco, o coordenador das centrais de emergência da Polícia Militar. Será tratada a ampliação da quantidade de câmeras de vigilância com o apoio da iniciativa privada. O comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Ângelo Bertoncini, voltou animado da capital.

“Daqui a 15 dias, será lançada a licitação. Com o resultado da empresa vencedora, será feita a adaptação do prédio e, em pouco tempo, as câmeras estarão instaladas. Vamos ainda expandir o número de câmeras com a participação de empresários”, acredita.
A previsão é que as obras de readequação do prédio, no 5º batalhão da PM, onde funcionará a Central de Emergência (monitoramento, recepção do telefone 190 e o despacho das viaturas) iniciem em 60 dias.

Outras reivindicações
Em resposta ao pedido das lideranças nas medidas emergenciais para aumentar a segurança em Tubarão, o secretário de segurança pública do estado, César Augusto Grubba, garantiu apoio para a viabilização da polícia móvel ou delegacia de bairro.

Ele afirmou que nos próximos dias deverá ser intensificada a ação da polícia no município, além de operações planejadas para mobilizar a estrutura da PM. Grubba considerou interessante a ideia de contratar digitadores para contribuir com o trabalho burocrático da Polícia Civil. Por conta disso, a secretaria fará um estudo, que poderá ser expandido a todo o estado.

Em relação à reestruturação do Centro de Internamento Provisório, é necessário esperar que a deputada Ada De Lucca assuma a secretaria de justiça e cidadania, nos próximos dias. As lideranças tratarão do assunto diretamente com ela.

O assassinato do guarda Silva
O guarda Marcelo Goulart Silva, 33 anos, foi morto na avenida Marechal Deodoro (beira rio), na última quinta-feira à tarde. Os assassinos, após cometerem um assalto à Relojoaria e Ótica Orient, manobravam o Fiat prata placas LWR-8304, de Capivari de Baixo, para fugir e bateram na motocicleta da GM usada por Marcelo.
De dentro do veículo, um dos bandidos disparou três tiros contra o guarda, que estava na calçada. Após o assalto, em menos de duas horas a polícia prendeu sete pessoas: cinco homens, uma mulher e um adolescente. Quatro deles tiveram envolvimento direto com o assalto. Todos foram presos, exceto o menor.

Guardas não voltam às ruas
O diretor da Guarda Municipal de Tubarão, Adailton do Livramento, ratificou ontem a posição de os guardas não voltarem às ruas enquanto não estiverem aparelhados (coletes balístico e armas), em reunião com o secretário de segurança e trânsito da prefeitura, Toni Bittencourt.

Está agendado para esta quinta-feira um encontro com o prefeito Manoel Bertoncini. “Nossa reivindicação é a favor da segurança, buscar isso para dar um maior serviço à população. O prefeito está ciente da nossa decisão e vamos expor os motivos para acelerar o processo. Ele está bastante preocupado, quer que as coisas andem a passos largos para que a gente esteja aparelhado”, revela Adailton.
Os serviços da Guarda Municipal são realizados internamente, todos cumprindo a sua escala de trabalho, na execução de tarefas e soluções para a viabilização de projeto e parcerias.