Florianópolis

 

O coronel Nazareno Marcineiro (foto), com vasta experiência no combate à criminalidade em pontos críticos de Florianópolis, Balneário Camboriú, Palhoça e São José, tomou posse do posto máximo da Polícia Militar segunda-feira. Ele substitui o também coronel Luiz da Silva Maciel.
Marcineiro afirma que, até o fim do ano, mil policiais militares serão incorporados ao efetivo catarinense, que está com muita necessidade de aumento de efetivo. No entanto, deste grande grupo, a minoria deve vir para a região sul, mais especificamente para a Grande Tubarão.
“A carência no efetivo ocorre em todos os batalhões do estado. Deveremos convocar PMs que atuam em órgãos públicos para combater a criminalidade”, esclarece Marcineiro. Ele ainda ressalta que a PM comunitária está em ascensão no estado.