Santa Catarina ganha reforço de quase 360 profissionais a partir do dia 1º de dezembro - Foto: Divulgação/Notisul
Santa Catarina ganha reforço de quase 360 profissionais a partir do dia 1º de dezembro - Foto: Divulgação/Notisul

Rafael Andrade
Tubarão

“A segurança pública tem sido um grande desafio para nós. Há um número expressivo de aposentadorias que temos que repor, e ainda aumentar o efetivo. Muito em breve, esses alunos estarão nas ruas, protegendo nossa sociedade em uma missão nobre, essencial e indispensável”, disse o governador Raimundo Colombo em recente encontro na capital sobre o curso de novos policiais civis. Somente na Academia da Polícia Civil (Acadepol), 356 delegados e agentes de polícia serão formados no próximo dia 17, às 10 horas, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Canasvieiras, Norte da Ilha. Tubarão e região receberão uma parte deste reforço a partir do próximo dia 1º.
Apesar do efetivo ainda incompleto, salários desadequados (baixos devido à periculosidade da função, entre outros motivos), e até mesmo defasados de todos na corporação: escrivães, investigadores, delegados, agentes, os profissionais catarinenses estão entre os mais atuantes do país. Eles mantêm altos índices de resolubilidade dos crimes.
Na Cidade Azul, por exemplo, o segundo maior município do Sul do Estado e o maior da região, oito homicídios foram registrados neste ano – praticamente todos com envolvimento em drogas -, quase 100% foi solucionado e os culpados colocados atrás das grades pela equipe da Divisão de Investigação Criminal (DIC), coordenada pelo delegado Rubem Antônio Teston da Silva. Também há números contundentes de ações resolvidas e/ou iniciadas em prol da comunidade em outras delegacias especializadas, como na de Delitos de Trânsito e Crimes Ambientais; na da Criança, Adolescente, de Proteção à Mulher e ao Idoso; que tem como titular a delegada Vivian Garcia Selig, e na da Divisão de Combate a Furtos e Roubos (DCFR), comandada pelo delegado Danilo Bessa Brilhante.
A Polícia Civil ainda cuida da expedição de importantes documentos do dia a dia da comunidade, como a Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e licenciamentos de veículos, por exemplo. A Delegacia Regional em Tubarão, que tem como coordenador o delegado André Luiz Bermudez Pereira, enfrenta, excepcionalmente, alguns problemas estruturais devido ao vendaval do último dia 16. O prédio da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), no bairro Revoredo, ficou completamente destruído. “Tivemos que adequar os trabalhos, claro de forma paliativa, na Delegacia Regional em frente ao Angeloni. Mas já estamos observando outro espaço para dar maior comodidade e eficiência, tanto para o cidadão quanto para nossos profissionais”, realça André.

5

comarcas são atendidas pela Delegacia Regional de Tubarão: Capivari de Baixo, Armazém, Jaguaruna, Braço do Norte e Tubarão. São 14 municípios. 

São 58 delegados e 298 agentes

Os 356 novos delegados e agentes de Polícia Civil iniciaram a formação na Acadepol no dia 1º de julho deste ano, e por quatro meses passaram por treinamentos teóricos e práticos. “São 58 delegados e 298 agentes. Ainda faltam 130 policiais, que começaram a formação depois de julho. Isso ocorreu, pois parte dos nomeados na primeira lista não se apresentou, abrindo vaga para os suplentes. A previsão é que essas turmas sejam concluídas no começo de fevereiro de 2017”, explica o diretor da Acadepol, delegado Vitor Bianco Junior.
O delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, destaca a importância destes novos profissionais da segurança pública nos quadros da Polícia Civil. “Serão policiais altamente capacitados e treinados para garantir uma melhor qualidade em nossos atendimentos”, concluiu.