Maycon Vianna
Braço do Norte

A rede de prostituição que envolve menores em Braço do Norte existe também em outras cidades do Vale. A constatação é do delegado da Polícia Civil de Braço do Norte, Bruno Vaz Marinho, que apura o envolvimento de adolescentes em uma rede. Ele pretende descobrir os possíveis aliciadores.
“Neste momento, as investigações levam a um caminho. Realizaremos campanas surpresas, talvez, podemos utilizar algum tipo de filmagem. A polícia está atenta a tudo isso e pedimos o auxílio da comunidade para denunciar o envolvimento de crianças”, revela o delegado.

Uma menor de 14 anos foi flagrada em um motel da cidade com um advogado no dia 28 do mês passado. Ela está sob os cuidados do Conselho Tutelar. “Ela passa por um tratamento psicológico e estamos realizando também o acompanhamento da família. É um caso complicado, existe envolvimento de muitas jovens que se prostituem para ajudar no sustento da casa. Daí a importância da orientação adequada dos conselheiros tutelares”, afirma a presidenta do Conselho Tutelar de Braço do Norte, Cassiana da Silva Elias.

A menor já prestou depoimento na delegacia e confirma que a rede prostituição conta com adolescentes de São Lugdero, Grão-Pará e até mesmo Rio Fortuna. “A suspeita principal é que esta rede seja controlada por alguém que tenha contatos diretos em Braço do Norte. Com certeza, é um problema local. Já instauramos inquérito e em cerca de um mês teremos novidades”, ressalta o delegado.