Mirna Graciela
Imbituba
 
Sete integrantes de uma quadrilha de traficantes de drogas foram presos por uma força-tarefa do Ministério Público de Santa Catarina, em apoio à 2ª promotoria da comarca de Imbituba. Em um trabalho investigativo de quase 60 dias, prisões foram feitas em Garopaba, Palhoça, São José e Florianópolis. 
 
Por meio de mandados de busca e apreensão, com a participação de agentes da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), a polícia apreendeu entorpecentes, especialmente cocaína e maconha, armas de fogo, documentos e um veículo com sinais de adulteração.
 
Segundo o coordenador da força-tarefa de Criciúma, promotor Eduardo Paladino, além das sete prisões, existe ainda um foragido, cujo mandado de prisão preventiva está expedido. “Ainda não finalizamos a investigação, por isso não é possível adiantar muitas coisas”, resume. 
 
Também foram identificados dois policiais militares da cidade, possivelmente envolvidos no narcotráfico. A dupla atua no serviço de inteligência da PM. “Já temos esses nomes e há indício neste sentido (de envolvimento com o tráfico)”, confirma o promotor.