Um professor de Otacílio Costa foi preso na noite deste domingo (5), pela Polícia Federal de Lages. A ação ocorreu por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A prisão causou estranheza até aos agentes do Presídio Regional, para onde o homem foi levado. “É uma situação atípica, nunca tivemos um preso a mando do STF”, teriam dito os agentes. O advogado Silvano Willian, que defende o detido e divulgou o fato em suas redes sociais, informou que ainda não tem conhecimento de todo o teor do inquérito que levou seu cliente à prisão.

O caso está no mesmo processo que investiga personalidades como o caminhoneiro Zé Trovão, caminhoneiro que também teve prisão decretada por Alexandre de Moraes; e o cantor Sérgio Reis.

Willian disse que a prisão do professor de Otacílio Costa, provavelmente, ocorreu pelo fato dele ser apoiador do presidente Jair Bolsonaro e ter participado de uma live, na sexta-feira (3), que, supostamente, convocava pessoas para a participação de manifestação incitando atos violentos.

O advogado ainda não entende como e por que o caso chegou ao Supremo e deve entrar em contato com a corte na manhã de hoje (6) para se inteirar dos fatos e impetrar um habeas corpus. “Estamos averiguando os fatos, mas meu cliente quer, depois, que seu nome a situação sejam divulgados.”

 

Fonte: Folha da Serra

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul