Capivari de Baixo
 
Condenado a cinco anos e dez meses de prisão por desvio de verba pública, o ex-prefeito de Capivari de Baixo, Nilton Augusto Sachetti, conseguiu a prisão domiciliar. Mas está proibido de sair de casa. Se sair, poderá voltar para atrás das grades. 
A prisão domiciliar é pedida pelo advogado do ex-prefeito desde o Carnaval deste ano. Em dezembro de 2011, o pedido havia sido negado pelo judiciário de Laguna. Nilton estava internado na ala psiquiátrica do Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, na Cidade Juliana, de onde saiu na última sexta-feira e seguiu para casa, em Capivari de Baixo. 
Ele foi preso em julho do ano passado e ficou três dias no presídio de Tubarão. Após apresentar problemas de saúde, precisou ser internado. Nilton é acusado de cometer os delitos em 1996, último ano de sua gestão. Em sentença proferida pela comarca de Capivari em 2007, o ex-gestor foi condenado à pena em regime inicial fechado.