Até o fim de março, deve ser concluída a pavimentação de duas pistas em oito quilômetros da Serra da Rocinha, em Timbé do Sul, trecho que integra o Lote 2 das obras de implantação e pavimentação da BR-285/RS/SC.

Nos cinco quilômetros finais até a divisa com o Rio Grande do Sul, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) dará início, em breve, aos serviços de contenções de encostas para viabilizar a conclusão da obra. Na última semana, o superintendente regional do Dnit em Santa Catarina, Ronaldo Carioni Barbosa, e técnicos da autarquia de diversas áreas, realizaram uma vistoria. A sub-base de concreto compactado a rolo (CCR) alcançou o km 50.600 e, sobre este revestimento, já foram executadas as placas de concreto de uma pista de 3,50 metros de largura e iniciada a segunda. Em paralelo estão sendo construídos os acostamentos. Ainda na serra, destaca-se a conclusão de três dos quatro viadutos projetados, sendo que o último deles está em fase final de concretagem do tabuleiro.

Moldadas in loco, estas obras de arte especiais são um dos principais desafios da obra e visam aperfeiçoar o traçado com a suavização das curvas mais fechadas. A execução é feita por meio de fundação com tubulões, técnica em que elementos estruturais são constituídos concretando-se um poço aberto no terreno da construção. Para se ter uma ideia, a profundidade média varia de 8 a 13 metros. Nas escavações ainda foi empregado o processo de remover as rochas por detonação.

No Contorno de Timbé do Sul, há obras de drenagem e terraplenagem em 1,8 km e os 2,2 km restantes estão concluídos. Nos 5 km já asfaltados e sinalizados do perímetro urbano, entre a Vila Belmiro e o Pé da Serra, seguem os serviços de acabamento das calçadas, cercas e paradas de ônibus. Além disso, este trecho conta com duas pontes concluídas sobre os rios Rocinha e Serra Velha, as quais têm, respectivamente, 70 e 87 metros de comprimento.