#PraCegoVer Na foto, dois policiais rodoviários federais e 250 barras de pasta-base de cocaína
Distribuídos em 250 barras, os 266 quilos de pasta-base de cocaína seria processados em Criciúma e depois distribuídos para todo o Sul catarinense - Foto: PRF | Divulgação

Policiais rodoviários federais de Joaçaba, no Meio Oeste do Estado, apreenderam 266 quilos de pasta-base de cocaína. A droga estava em um caminhão-baú, com placas de Joinville, estacionado em um posto de combustível às margens da BR 282. Nervoso com a abordagem da PRF, o motorista, de 29 anos, explicou que transportava uma mudança de Cascavel, no Paraná, para Criciúma. No entanto, ao conferirem o compartimento de cargas, os agentes encontraram móveis velhos, incompatíveis com o valor de um frete para o destino informado.

Diante da suspeita, o caminhão foi conduzido para a Unidade Operacional da PRF em Joaçaba, onde, após vistoria minuciosa, os policiais desconfiaram de uma parede do baú que estava recém pintada. Quando abriram, descobriram o fundo falso e, no interior, 250 barras de pasta-base de cocaína que, somadas, chegam a 266 quilos – veja as cenas nos vídeos abaixo. O motorista, que se manteve em silêncio, e a droga foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Joaçaba para os registros criminais necessários.

Esta foi a maior apreensão da PRF de derivado de cocaína neste primeiro trimestre de 2022. Nas mãos do crime organizado, a carga poderia alcançar R$ 32 milhões em valores de mercado. A pasta-base é misturada com outras substância e depois vendida aos traficantes locais, que repassam aos usuários. A suspeita é que a droga será revendida em diversos municípios das microrregiões de Tubarão, Criciúma e Araranguá.

Fonte: Polícia Rodoviária Federal
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul