Nesta segunda-feira à noite, foi a vez da turma do Proerd colar grau em Sangão, em solenidade que contou com ótimo público -  Foto: Divulgação/Notisul
Nesta segunda-feira à noite, foi a vez da turma do Proerd colar grau em Sangão, em solenidade que contou com ótimo público - Foto: Divulgação/Notisul

Rafael Andrade
Tubarão

Proporcionar oportunidades. Assim resume-se o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) da Polícia Militar. Somente em Tubarão, 600 crianças receberão seus diplomas em solenidade agendada para as 18h30 desta quinta-feira no Espaço Integrado de Artes (Bolha – Unisul), no bairro Dehon. O público-alvo atingido pelo programa na Cidade Azul já ultrapassa os 20 mil na sua rica trajetória. O evento do ano passado formou 650 alunos do 5º ano do ensino fundamental das redes pública (municipal e estadual) e particular de Tubarão, também na Bolha.

O Proerd é uma ação cooperativa entre a Polícia Militar, as escolas e as famílias, e tem como objetivo capacitar crianças e adolescentes a fim de obter informações e adotar práticas saudáveis, afastando-as do vício das drogas e da violência.

Sob a coordenação de Santa Catarina foram formados policiais para atuarem no Proerd em mais de 24 Estados da federação.

No último dia 16 de março, o Programa catarinense completou 20 anos de história, e até o fim de 2017 foram contabilizados 1.342.033 estudantes orientados para dizer não às drogas e à violência por estarem aptos a tomarem decisões saudáveis, seguras e responsáveis. O Notisul apoia esta causa e parabeniza o Batalhão da PM local (5º), todos os instrutores e o empenho dos voluntários e apoiadores.