Amanda Menger
Tubarão

O furto de uma bolsa em uma loja do centro de Tubarão, no último sábado, reacendeu a preocupação dos comerciantes com a segurança. Como medida de prevenção, representantes das Associações de Lojistas do Calçadão e também da rua Lauro Müller, entregaram ao comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Eduardo Mendes Vieira, um pedido para que o quiosque instalado no calçadão, após a reforma, seja utilizado pela PM.

“É um investimento em segurança e, por mais que a nossa cidade seja um local calmo, precisamos pensar no futuro e em ações preventivas”, explica a presidenta da Associação dos Lojistas da rua Lauro Müller, Eliane Fernandes. A proposta teve apoio do presidente da Associação dos Lojistas do Calçadão, Samir Issa.
A iniciativa foi elogiada pela PM. “Há possibilidade de termos policiais atuando no local. O formato antigo de postos, com policiais 24 horas por dia não existe mais. O que é viável é que tenhamos policiais no local durante o dia. A viatura ficará lá também, mas sairá para atender outras ocorrências. Poderemos ter também patrulhamento com bicicletas e com motos”, explica o tenente-coronel.

Uma nova reunião deve ser realizada com o secretário de segurança e trânsito da prefeitura, João Batista de Andrade, o sargento Batista, para definir alguns detalhes. A ideia é que o posto esteja em funcionamento em, no máximo, um mês. “Vamos adaptar a estrutura de acordo com as sugestões do comandante da PM, como o rebaixamento do meio-fio, a plotagem dos vidros com a identificação da polícia, entre outras coisas”, afirma Eliane.