Um homem de 35 anos acusado de estuprar e engravidar filha de 11 anos foi preso na cidade de Confresa (1.160km ao nordeste de Cuiabá). L.M.R teve o mandado de prisão cumprido na  manhã de segunda-feira (1º), após denúncia feita pela mãe da criança, em fevereiro deste ano. Com a gravidez indesejada, a Justiça autorizou aborto. 

Estupro foi praticado no mês de janeiro, quando a garota foi para a casa do pai passar as férias escolares, segundo investigação da Polícia Civil. Moradora de Nova Xavantina, a mãe contou que a filha foi no final de dezembro de 2018 e no início de janeiro, a garota ligou chorando pedindo para buscá-la. 

Após denunciar o crime, o caso foi repassado para a Polícia Civil local investigar. Com a gravidez indesejada, foi solicitado junto ao Poder Judiciário o interrompimento da gravidez. O pedido foi acatado pela Justiça e imediatamente interrompida a gestação que estava indo para o 3º mês.

Foi coletado o material biológico do feto para confronto de DNA, com intuito de comprovar o estupro seguido de gravidez. 

A prisão temporária do suspeito foi representada pelo delegado André Rigonato. Durante o interrogatório na Polícia Civil, o pai da vítima negou o crime de estupro e autorizou a coleta de material genético. O exame de DNA deverá apontar se ele realmente  é o pai da criança e autor do estupro.

O suspeito foi encaminhado para a Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte, para cumprimento da prisão temporária de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 30.