#PraCegoVer Na foto, a imagem do novo alerta de golpe, criada pela Polícia Civil de Santa Catarina, após o aumento no número de registros em todo o Estado
O grande número de ocorrências registradas por causa deste tipo de golpe fez com que a Polícia Civil catarinense emitisse em alerta nesta quarta-feira (1) - Foto: PCSC | Divulgação

A crescente onda de boletins de ocorrência em que as pessoas recebem ofertas de empregos com ganhos exorbitantes, mediante depósitos que serão restituídos, começou a preocupar a Polícia Civil de Santa Catarina. Nesta quarta-feira, a instituído fez circular um alerta para a população. Há registros feitos em todas as regiões catarinenses. Conforme as pessoas que realizaram a denúncia, elas foram abordadas por mensagem no celular ou redes sociais. No texto, uma proposta de emprego com ganhos entre R$ 500 a R$ 5 mil trabalhando em casa. Para preencher a vaga, o criminoso exige que a pessoa faça alguns PIXs sob a promessa de que o dinheiro será restituído integralmente e com 100% de lucro, posteriormente. Após a realização dos depósitos, os golpistas param de responder e, obviamente, não restituem os valores à vítima. Outra forma semelhante de golpe é a aquisição de produtos para revenda garantida. Nesses casos, a vítima adquire um produto, via PIX, o qual não é entregue.

Mesmo assim, o golpista garante que devolverá o valor e que a vítima ganhará comissão de 100% sobre o valor. Em alguns casos, as primeiras vendas são realizadas e a vítima recebe a comissão. Contudo, logo em seguida, são realizadas vendas de valores maiores, os quais não são restituídos às vítimas. Os casos casos mais graves, nos quais os lesados tiveram maiores prejuízos, foram registrados no Oeste do Estado, na Comarca de Xanxerê, onde as vítimas perderam de R$ 15 mil a R$ 30 mil. A orientação da Polícia Civil é que as pessoas não aceitem empregos com propostas de ganhos fáceis e, principalmente, não façam qualquer pagamento com o intuito de receber valores como recompensa. A maioria das mensagens deste tipo que circulam pela internet, seja por aplicativos de mensagens, e-mails, sites e mensagens telefônicas, são golpes. As pessoas que estiverem em dúvida, devem procure a Delegacia de Polícia de sua cidade ou um advogado para ser orientado.

Fonte: Polícia Civil de Santa Catarina
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul