#PraCegoVer Na foto, os símbolos das polícias Civil e Militar de Santa Catarina
O mandado de prisão preventiva foi cumprido em operação conjunta entre as polícias Civil e Militar de Laguna. Ele ficará detido, à disposição dos investigadores e do Judiciário, na sede do 28º Batalhão da PM - Foto: ilustrativa | Divulgação

Um policial militar de 52 anos, lotado no 28º Batalhão da PM em Laguna, foi preso preventivamente na tarde desta terça-feira (19) pela prática reiterada de crimes envolvendo violência doméstica e familiar contra sua ex-mulher, de 31 anos. O pedido foi solicitado à Justiça da Comarca pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) e cumprido com apoio da Divisão de investigação Criminal (DIC) e Polícia Militar da cidade. Conforme a Polícia Civil, ele é investigado pela prática de ameaça, injúria, descumprimento de medida protetiva, lesão corporal e violência psicológica há algum tempo. Ele está detido no 28º BPM, onde ficará à disposição dos investigadores e do Judiciário. O caso ficou conhecido e ganhou repercução quando a mulher filmou o resultado de uma tentativa de invasão a sua casa, ocorrida no último sábado (16).

Ele quebrou uma janela com socos, desferiu diversos xingamentos, inclusive aos filhos, e fugiu do local antes da chegada da PM, acionada por ela. Em nota oficial, na manhã desta terça-feira (19), o comando do 28º Batalhão da Polícia Militar confirmou o registro da ocorrência e disse que “foram efetuadas buscas, mas ele não foi encontrado”. O Boletim de Ocorrência foi feito e “as providências de assistência a vítima foram tomadas”, informa a nota. No texto, o comando do 28BPM também reforça que “os crimes investigados são de competência da Justiça Estadual, pois foram praticados fora do contexto da atividade policial militar”. A identidade do PM e outros detalhes das apurações não serão informados para não atrapalhar as investigações. O tempo da prisão preventiva dependerá da análise do Poder Judiciário.

Nota oficial do 28º Batalhão de Polícia Militar em Laguna
A Polícia Militar de Santa Catarina, através do Comando do 28º Batalhão de Polícia Militar – Laguna, teve ciência no dia 16 de abril do corrente acerca de um vídeo informando sobre ocorrência de violência doméstica praticada por um policial militar. Desta forma, cabe esclarecer que:
1) A Polícia Militar foi acionada para o atendimento da referida ocorrência, sendo constatado possível crime de ameaça, dano e lesão corporal de natureza leve, todos na situação de violência doméstica e familiar contra a mulher. Entretanto, o autor já havia se evadido do local. Foram efetuadas buscas, mas ele não foi encontrado, desta forma, o Boletim foi devidamente lavrado e as providências de assistência a vítima foram tomadas;
2) No dia 18 de abril de 2022 a Justiça decretou a prisão preventiva do Policial Militar, que foi efetuada hoje (19/04) em uma operação conjunta entre a Polícia Civil e a Polícia Militar. Após ouvido pela Polícia Civil, o autor dos fatos foi encaminhado ao 28º Batalhão da Polícia Militar, onde permanecerá preso à disposição do Juizado de Violência Doméstica da Comarca de Laguna.
3) Cumpre destacar que os crimes investigados são de competência da Justiça Estadual, pois foram praticados fora do contexto da atividade policial militar. Desta forma, ressaltamos que a Polícia Militar de Santa Catarina pauta suas ações na estrita legalidade, visando sempre a preservação da ordem e proteção da vida. PMSC – Preservar a ordem, proteger a vida

Fonte: Polícia Civil e 28º Batalhão de Polícia Militar em Laguna
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul