#ParaTodosVerem Na foto, um policial civil observa os materiais apreendidos em um imóvel utilizado para fabricar e embalar drogas sintéticas em Biguaçu, na Grande Florianópolis
Durante as buscas foram apreendidas prensas mecânicas, maquinário, insumos, princípios ativos e também comprimidos de ecstasy já prensados e prontos para a distribuição, munição de arma de fogo e material indicando um possível esquema montado para o tráfico de drogas - Foto: PCSC | Divulgação

Um policial militar foi preso, na tarde desta quarta-feira (25), dentro de um laboratório de ecstasy e é suspeito de produzir, vender e distribuir os comprimidos sintéticos em Florianópolis, São José e Biguaçu. A investigação, da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DRE/Deic), começou em fevereiro deste ano e, ao longo da apuração, foi descoberto que o policial estava envolvido no caso. Lotado no 24º Batalhão de Biguaçu, ele foi preso em flagrante em uma residência onde a Polícia Civil cumpria um mandado de busca e apreensão. Outro imóvel na cidade também foi alvo da ação.

O nome e a idade do militar não foram divulgados. A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) também não confirmou se o agente segue, ou não, detido nesta quinta-feira (26). Contudo, em nota, o comando da PMSC informou que participou da ação e que a Corregedoria-Geral da instituição acompanha o caso “e tomará todas as providências para que o fato seja esclarecido e que todas as ações legais necessárias sejam tomadas” – leia a nota, na íntegra, abaixo. Durante as buscas, foram apreendidas prensas mecânicas, maquinário, insumos, princípios ativos e também comprimidos de ecstasy já prensados e prontos para a distribuição. No local também foi encontrada munição de arma de fogo e material indicando um possível esquema montado para o tráfico de drogas.

Íntegra da nota da PMSC
“A Polícia Militar de Santa Catarina participou juntamente com a Polícia Civil, no fim da tarde desta quarta-feira (25), da prisão de um policial militar, lotado no 24º BPM de Biguaçu, por suspeita em participação de produção de droga sintética. Deu-se cumprimento a dois mandados de busca e apreensão em duas residências e em uma delas o policial foi preso em flagrante. A Corregedoria-Geral da Policia Militar está acompanhando o caso e tomará todas as providências para que o fato seja esclarecido e que todas as ações legais necessárias sejam tomadas em conjunto com a Polícia Civil. A PMSC reforça seu compromisso com a estrita legalidade, não compactuando com qualquer conduta ilícita nas fileiras da corporação”.

Fonte: Polícia Civil de Santa Catarina
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul