Colegas de farda de Tubarão realizaram ato em alusão aos trabalhos prestados pelo soldado da PM morto em serviço  -  Fotos: Polícia Militar de Tubarão/Divulgação/Notisul
Colegas de farda de Tubarão realizaram ato em alusão aos trabalhos prestados pelo soldado da PM morto em serviço - Fotos: Polícia Militar de Tubarão/Divulgação/Notisul

Tubarão

Foi um ato de reconhecimento e apoio à família do soldado da Polícia Militar, Vinícius Alexandre Gonçalves, assassinado por bandidos durante um tiroteio em um morro de Florianópolis. Colegas da corporação realizaram um ‘sirenaço’ e bateram continência em sincronia exatamente às 17h30min desta sexta em quase todos os municípios de Santa Catarina. Em Tubarão e Laguna o ato reuniu equipes da Rocam, do PPT, da Radiopatrulha e guarnições.

O governo de Santa Catarina divulgou nota, na manhã desta sexta, informando, em decreto, luto de 24 horas pela morte do policial. Vinícius Alexandre tinha 31 anos e não resistiu aos ferimentos de um tiro e morreu na madrugada desta sexta-feira no Hospital Celso Ramos, onde estava internado após ser atingido por tiros nas costas enquanto fazia patrulhamento de rotina na comunidade do Horácio, na noite desta quinta-feira. Há informações, não oficiais, de que um suspeito já teria sido preso. “Cumprindo orientação do governador Raimundo Colombo, foi declarado decreto e luto oficial em todo território catarinense por um dia. As incursões continuam na região do tiroteio durante este fim de semana.