#PraCegoVer Na foto, um policial está ao lado de uma viatura e fiscaliza o trânsito em uma rodovia
O contingente da PRF será reforçado e as ações de fiscalização e combate a criminalidade ampliadas - Foto: PRF | Divulgação

Após três anos sem Operação Tiradentes, já que o feriado nacional caiu em fins de semana, a Polícia Rodoviária Federal prepara-se para retomar as ações neste 2022. Da meia-noite desta quarta-feira (20) até o fim da noite de domingo (24) a PRF irá reforçar o policiamento e também as fiscalizações. Na última Operação Tiradentes, entre 20 a 24 de abril de 2018, foram registrados 128 acidentes, nos quais 169 pessoas ficaram feridas e três morreram, nas estradas federais de Santa Catarina. A previsão de tempo bom para a maior parte do período deve atrair turistas para as praias. Portanto, a BR-101 e as BRs 282, 470 e 280, que ligam o interior do Estado ao litoral, devem registrar o maior aumento de fluxo de veículos.

Para dar maior segurança aos usuários e combater a criminalidade, a PRF vai atuar com maior presença principalmente em trechos com maior índice de acidentalidade destas estradas. O efetivo ordinário terá incremento de policiais convocados no período em que estariam de folga e de agentes que atuam na área administrativa, aumentando assim a presença policial ao longo das rodovias. O foco será evitar as condutas dos motoristas que aumentam o risco de graves acidentes ou que agravam lesões, como ultrapassagens indevidas, dirigir sob efeito de álcool e falta de equipamentos de segurança, como capacete, cinto de segurança ou cadeirinhas para crianças.

Recomendações para quem vai pegar a estrada
– Planejamento
O motorista deve se informar sobre as distâncias que percorrerá, condições do tempo, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer documentação pessoal e do veículo.

– Revisão preventiva
Providenciar a checagem do automóvel: pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Verificar os equipamentos de porte obrigatório (estepe, macaco, triângulo e chave de roda), além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo.

– Pausas para descanso
O condutor deve programar paradas a cada 3 horas pelo menos. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.

– Período noturno
Evitar circular à noite por conta da redução da visibilidade. Viaje de dia, de preferência de manhã bem cedo, quando já há luz do sol, a temperatura está agradável e as rodovias estão com menos movimento.

– Condições climáticas
Sob chuva ou cerração, imediatamente reduzir a velocidade e aumentar a distância em relação ao veículo que trafega a sua frente. Nestas condições o pavimento fica úmido e escorregadio, reduzindo a aderência dos pneus e elevando o risco de derrapagens e aquaplanagens após frenagens bruscas.

– Ocorrências sem gravidade
Em caso de acidente sem vítimas, somente com danos materiais e em que o veículo ainda possa rodar com segurança, o envolvido tem a obrigação de liberar a via. Ele também pode optar por fazer o registro da ocorrência em casa, pela internet, preenchendo a Declaração de Acidente de Trânsito (DAT). O documento tem valor legal, é reconhecido por outros órgãos e seguradoras.

Fonte: Polícia Rodoviária Federal
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul