Tubarão

Darlan Rufino Pedroso, 20 anos, estava foragido do Presídio Regional de Tubarão desde domingo e foi recapturado pela Polícia Militar, ontem, às 15 horas. Ele dormia no Beco da Valdete, em Oficinas.

O ex-foragido havia saído pelo telhado da ala dos detentos de regime semiaberto. Darlan quebrou o forro, removeu algumas telhas e saiu. “Agora, ele pode dormir mais à vontade”, brinca o agente prisional Júlio César Silveira Júnior.
A Lei de Execução Penal (LEP) não prevê aumento de pena ao foragido que é recapturado. Um processo será encaminhado ao Fórum de Tubarão para avaliar a situação de Darlan. “Provavelmente, a regressão de regime será estipulada ao detento. Passará do regime semiaberto para o regime fechado. O que mais nos chama a atenção é que Darlan fugiu faltando pouco mais de um mês para o cumprimento da pena”, explica Júlio César.

A LEP ainda prevê que, se Darlan machucasse algum agente prisional ou outro funcionário do presídio, poderia ter incremento em sua pena. Outra situação para o aumento de sua sentença seria a intenção de depredar patrimônio público. “Até hoje, nenhum presidiário de Tubarão respondeu por depredar o presídio”, informa Júlio César.