A Polícia Civil  prendeu na tarde de segunda-feira (6)  o suspeito de ser o autor do incêndio que matou Marlene Velasquez e o filho Thiago Velasquez de 3 anos. O incêndio foi na manhã de 31 de dezembro em uma residência na Guarda Margem Esquerda, em Tubarão. 

Em investigação a polícia confirmou que o incêndio foi criminoso. O suspeito, de 20 anos, teve a prisão temporária decretada. Ele foi  encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão.

As investigações prosseguirão com intuito de dar a plena solução ao crime. A polícia não informou qual a relação do suspeito com a família.