A investigação se deu por meio das Polícia Civil e Militar de Gravatal e contou com o apoio dos Núcleos de Inteligência da Polícia Civil de Tubarão e Curitibanos, além da participação ativa da CIDASC de Tubarão. Com ação rápida da polícia, foi possível recuperar uma carga de 66 bois avaliada em aproximadamente cem mil reais.

Os dois indivíduos presos possuem diversos antecedentes policiais envolvendo principalmente crimes contra o patrimônio e negociações de gados. O primeiro homem foi preso pela Polícia Militar em Gravatal e Pelotão de Patrulhamento Tático de Braço do Norte. A prisão ocorreu na tarde deste sábado (1º), oportunidade em que as guarnições foram acionadas para atender uma ocorrência de que o sujeito estaria descumprindo o decreto relacionado ao combate da Covid-19. Após a prisão, ele foi encaminhado ao Presídio Regional Masculino de Tubarão.

O segundo homem estava preso preventivamente por outros três processos criminais envolvendo estelionatos e um homicídio. Ele foi cientificado do mandado no Presídio Regional de Tubarão e agora ficará recolhido por mais um processo.

Durante as investigações foi possível reunir elementos de prova e convicção de que a dupla agiu de forma dissimulada e sincronizada, cujo delito só não perpetrou o seu objetivo final de lucro em detrimento ao prejuízo da vítima graças as ações das forças policiais, CIDASC, Ministério Público e Poder Judiciário, além da integração rápida com os denunciantes.

As investigações foram realizadas pelos Policiais Civis e Militares de Gravatal, tendo o início do inquérito coordenado pelo Delegado Éder Juliano Correa Matte e o término das investigações coordenada pelo Delegado André Luís Mendes da Silveira.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul