A Polícia Militar já ultrapassou a marca de 100 mil fiscalizações das restrições das atividades econômicas e de isolamento social em Santa Catarina. Até o dia 22 de junho, foram 100.630 fiscalizações: 1.701 estabelecimentos notificados e 76 interditados.

Além do trabalho de fiscalização, a PMSC também atendeu à 5.978 ocorrências
relacionadas ao coronavírus, que foram acionadas por meio do telefone 190 ou do
aplicativo PMSC Cidadão. Destas ocorrências atendidas, foram realizadas 3.067
notificações, com 256 estabelecimentos interditados. Além disso, foram lavrados 897
termos circunstanciados e 42 pessoas acabaram presas em razão do descumprimento
das medidas restritivas.

Aperfeiçoamento
Com a pandemia da Covid-19, a PMSC teve que se adaptar ao atendimento digital para garantir maia segurança ao policial em operação. Conforme o comandante-geral da PMSC, coronel Dionei Tonet, as ações serão contínuas, sem esquecer das operações de Segurança.

“A PMSC tem sido um dos principais agentes públicos na batalha contra a Covid-19. E estamos preparados para atender à população nesse período tão difícil. Nosso trabalho será intensificado ainda mais”, afirmou.

Desde março a PM vem realizando ações como a distribuição de cartazes com orientação sobre a utilização de espaços públicos e também para que o cidadão se mantivesse em casa, ajudando no isolamento social, ajustou o aplicativo PMSC Cidadão para uso em apoio às ocorrências envolvendo o Covid-19 e de consulta à Classificação Nacional de
Atividades Econômicas – CNAE.

A PMSC também intensificou a fiscalização das medidas protetivas, com o apoio do Conselho Estadual de Saúde, que deu poder às forças de Segurança do Estado, passando  a agir na condição de autoridade de Saúde para que possa fiscalizar todos os serviços e atividades liberadas a funcionar sob regramento especial durante a vigência da pandemia do Covid-19.