Japoneses definiram últimos detalhes com o comando-geral da PM   -  Foto:Polícia Militar de SC/Divulgação/Notisul
Japoneses definiram últimos detalhes com o comando-geral da PM - Foto:Polícia Militar de SC/Divulgação/Notisul

Florianópolis

O Acordo de Cooperação Técnica com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) e a Polícia Nacional do Japão, com o intuito de fomentar e disseminar a filosofia de polícia comunitária, foi pactuado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Em decorrência do referido Acordo, policiais militares de Santa Catarina foram capacitados para serem disseminadores da doutrina de Polícia Comunitária – Sistema Koban. Em outubro do ano passado, o Estado Barriga-Verde recebeu a visita da comitiva japonesa formada por peritos nipônicos, a fim de conhecerem os trabalhos de prevenção e pronta resposta desenvolvidos pela Polícia Militar. Dessa visita, os peritos japoneses concluíram que Santa Catarina preenchia as condições necessárias para se constituir em estado-modelo de disseminação da Polícia Comunitária – Sistema Koban.

Neste cenário, o aporte da Jica consiste em fornecer assessoria técnica com envio de peritos de curta e longa duração, de forma a auxiliar na adaptação das técnicas de policiamento comunitário e multiplicação desse conhecimento em Santa Catarina. As consultorias iniciaram nesta semana e encerram no próximo dia 21.