#PraCegoVer Na foto, notas de dinheiro falso e o simbolo da Polícia Federal
- Foto ilustrativa

A circulação de dinheiro falso via Correios passou a ser foco de diversas operações da Polícia Federal (PF). Nesta segunda-feira, duas destas ações foram deflagradas no Sul do País: uma em Criciúma e outra em Candiota, no Rio Grande do Sul. Nos dois casos, a PF e a área de Segurança dos Correios realizaram uma entrega controlada de correspondência suspeita para flagrar os suspeitos. Em Criciúma, o pacote com notas falsas de 200 Reais foi entregue no bairro São Marcos. O destinatário era um jovem de 25 anos, desempregado e sem antecedentes criminais. Ele foi preso em flagrantes e encaminhado para o presídio Regional Santa Augusta, onde permanecerá à disposição da investigação e da Justiça Federal. Os aparelhos de telefone celular do acusado foram apreendidos e serão periciados.

No Rio Grande do Sul, outro homem foi preso pelo mesmo crime no município de Candiota. Os policiais acompanharam a retirada da encomenda pelo indivíduo na Agência Central dos Correios e realizaram a abordagem quando ele deixava o prédio com o pacote com 50 notas falsas de 20 Reais. Ele foi preso e encaminhado ao Presídio Regional de Bagé. Pelo Código Penal Brasileiro, quem falsificar, fabricando ou alterando, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro, ou ainda por conta própria ou alheia, importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa, responde pelo crime tipificado, que prevê pena de reclusão de três a 12 anos e multa.

Fonte: Polícia Federal
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul